Friday, October 02, 2009

“Consta nos astros, nos signos, nos búzios
Eu li num anúncio, eu vi no espelho, tá lá no evangelho, garantem os orixás
Serás o meu amor, serás a minha paz”

Foi quando nasci? Quantas vezes desci. “Eu não sabia explicar nós dois.” Faço miséria de mim com o que decido. Pobre de ti. Pobre de mim. O corpo todo no copo. Preparo o troco da troca. Tropeço. Cato no chão as moedas de um outro. Eu quero chamego. Tudo bem moço, só dói quando respiro. Foi assim que aprendi a ficar sozinho. Deixado sozinho. Então vieram as vozes. Minhas vozes. Elas não me dizem o que fazer, somente as opções. Enlouqueço com tantos caminhos. Essas vozes que não me deixam só. Entende moço? É daí que vem todas as coisas. Que coisas? As coisas que são todas. Sim, continuo ouvindo a mesma coisa de sempre. Quando acho algo novo descubro que antes era melhor. Não moço. Não sei quem sou. Estou sendo feito. Apena pena conheci meu pai, mãe, irmãos. Mais vozes. Agora não dói. Só dói quando respiro! Lá é bom. Mas tudo é distante de mim e não venha com essa história sobre meus tudo. Tudo é tudo bolas. E os caminhos são todos. Escolher é complicado feito ponto de risoto e se o arroz entra duro sai duro. Não moço, faço questão de pagar. Olha aquela menina! Olha aquela menina! Ei menina! Eu te amo porque não tive tempo o suficiente pra me arrepender! Se me arrependo moço? “Hoje lem-bran-do-me dela, me vendo nos olhos dela, sei que o que tinha de ser se deu!” É puro egoísmo. Se cheirado é overdose na certa. É puro feito a mãe de Jesus. Não moço eu sei mas também me contam. Ouço. Claro. Falo mais que isso. Interpreto a interpretação de quem ouço. Sim é coisa dele. Ele as vezes ressurge como o cristo, mas ele vem do fundo né? Ele fala comigo também, mas não acredito. Fica difícil entender quando se não entende. Minha cabeça está em outra freqüência. As vozes me ajudam muito. Já disse que não acredito. Uma vez eu morei num lugar. Muitas vezes muitos lugares. Tem curvas demais acabo ficando enjoado. Prefiro ficar aqui mesmo. O peixe daqui é realmente ótimo! Não foi com você me desculpe. É que se ouço é! Não se pode ignorar o ser. Foi minha mãe que me deu. Ai! Queimei a língua. Vamos sair desse lugar, preciso dar uma caminhada. Estava ficando sufocado. Agora dói.

“Danem-se os astros, os autos, os signos, os dogmas
Os búzios, as bulas, anúncios, tratados, ciganas, projetos
Profetas, sinopses, espelhos, conselhos
Se dane o evangelho e todos os orixás
Serás o meu amor, serás, amor, a minha paz”
Todas as aspas são do Chico.

No comments: