Sunday, August 28, 2011

Vem a tempestade. O dia era de sol, o céu azul. Mas veio o vento. Vindo. Vindo. Vindo. Vem uma nuvem mais pesada que a nuvem mais pesada. O vento mais forte. Mais rápido. Mais vento. São os deuses enfurecidos. O céu azul fica atrás. A nuvem fica bem no meio. Uma outra nuvem vem logo atrás. Existe um espaço. A da frente para. A de trás acelera. Vem o trovão. Diabos. Anjos. Pesa. Vem outro trovão. Não existe mais nada. Outro trovão. O sol não está mais lá. Somente o som do trovão. O vento que assobia. Bum. Bum. Bum. Bum. Bum. Bum. Bum.

E vem a tempestade. A chuva cai pesada. A nuvem não se suporta. Não suporta a outra. Ela desce. Muita água. Tudo está lá novamente. Pessoas correm. Pessoas gritam. Bum. Bum. Bum. Bum. Todos correm. A água sobe. Todos correm. Porque o mundo vai se acabar em água.

1 comment:

mim jane said...

lindão!