Wednesday, November 28, 2012

o diéz da vida

Deito teu colo Vejo amanhecer Deito e calo Espero o sol dormir Água de coco, banana e maça Fumo um cigarro Deixo no ouvido o jazz me contar Sol doura a pele Cafuné embaralha a mente O menino corre, mergulha Levanta e corre fugindo do mar Acontece de vez a vida parar em poesia Acontece que não gosto de poesia

No comments: